Estado

Porto de Paranaguá tem recorde de granéis sólidos

| 21/06/2018 - 17:15

Foto: Ivan Buenol

O Porto de Paranaguá registrou nesta quarta-feira (20) movimento recorde na descarga de granéis sólidos em um período de 24 horas. Foram descarregadas 41.305 mil toneladas de cevada e fertilizante entre às 7h da manhã de 19 de junho e às 7h do dia 20.
Dados da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) mostram que o volume é 21,5% maior do que o último recorde, registrado em 2014, quando foram movimentadas 34 mil toneladas de fertilizantes em 24 horas.
A movimentação recorde foi obtida com a descarga de cinco navios que operaram simultaneamente no cais comercial do Porto de Paranaguá, o que demonstra a versatilidade do Porto para atender os clientes. Os navios que contribuíram para a marca vieram da Argentina (cevada), Rússia, China, Estônia e Canadá (fertilizante).
De acordo com o secretário de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion, o Porto de Paranaguá atingiu um novo patamar de movimentação. “Hoje o Porto de Paranaguá é um case de sucesso. Está preparado para o aumento na movimentação de cargas que ocorrerá nas próximas décadas e para continuar atendendo o agronegócio e a indústria de maneira exemplar”, afirmou Lupion.
Entre janeiro e maio de 2018, chegaram aos portos paranaenses 4,462 milhões de toneladas de granéis sólidos/importação. Deste total, 4,029 milhões de toneladas movimentadas são de fertilizantes. No período, destacam-se ainda na importação de granéis 125 mil toneladas de trigo, 112 mil toneladas de sal, 60,7 mil toneladas de malte e outras 134 mil toneladas de cevada.
RECORDES - Nos últimos anos, foram registrados recordes na operação de quase todos os produtos movimentados pelo porto, dinamizando e impulsionando a economia do Paraná.
Paranaguá é o maior e mais importante porto na importação de fertilizantes do país, com 9,5 milhões de toneladas desembarcadas anualmente. O montante representa mais de 35% de todo o fertilizante importado pelo Brasil.
“Este incremento é resultado de tudo que foi feito na infraestrutura terrestre, com mais armazéns, novos equipamentos, maior integração entre os modais rodoviários e ferroviários, além da evolução da estrutura marítima representada pelas campanhas de dragagem”, explica Fregonese.
O porto também fechou 2017 com a maior movimentação de cargas da sua história: 51 milhões de toneladas.
Fonte: AEN
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Disputas entre empresas travam R$ 1 bilhão em obras rodoviárias

Estado aporta R$ 10 milhões para avalizar financiamentos a microempresas

Funcionário da Itaipu integrava quadrilha presa na Operação Eros

Paraná será sede de centro de inteligência de segurança

Modelo do Paraná pode reduzir obras paralisadas no país

Empresários querem ajustes para lojas francas não ser concorrentes

Evento promovido pelo Tecpar debate energias renováveis

Dívidas com o Detran passam a ser parceladas por meio de cartão

Justiça contrata 52 profissionais para Socioeducação

Mais Destaques
"Já são 17 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Junte-se a quem de fato é lido - invista em propaganda onde sua marca ficará visível 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)