Cultura

MON abre três exposições na quinta-feira

| 31/07/2018 - 17:30

Exposição no MON (Foto: Monique Rene)

O Museu Oscar Niemeyer (MON) inaugura na quinta-feira (2), às 19 horas, as exposições Arte_Decodificação Cosmológica e Espaços do Desenho, de Uiara Bartira, e a segunda parte da mostra Luz = Matéria, com obras do acervo do museu. No dia e horário da abertura a entrada é gratuita.
A ideia da exposição Luz = Matéria é apresentar obras que têm como ponto comum de um lado a luz, e, de outro, a materialidade. A primeira parte “Luz” inaugurou em outubro de 2017, na sala 6, com obras de Claudio Alvarez, Alfredo Andersen, José Bechara, Maureen Bisilliat, Martin Chambi, Flavio Damm, Theodoro de Bona, Alberto Guignard, Julio Le Parc, Abraham Palatnik, Vik Muniz e Daniel Senise, entre outros.
Neste segundo segmento, “Matéria”, foram selecionados trabalhos de Tomie Ohtake, Efigênia Rolim, Julio Le Parc, Anna Mariah Comodos, Bernadete Amorim, Regina Silveira, Iberê Camargo, Daniel Senise, Francisco Brennand, João Turin, Joan Miró, Emanoel Araújo e Miguel Bakun, entre outros. As duas salas somam aproximadamente 180 obras.
UIARA BARTIRA - São dois espaços dedicados à obra da gravadora curitibana, referência em gravura e uma das mais importantes artistas paranaenses no cenário artístico do Brasil.
No hall entre as salas 1 e 4 foi montada a instalação “Arte_Decodificação Cosmológica”. Trata-se de um painel de 1.002 imagens que exploram dez diferentes segmentos da história da arte. — resultado de mais de 20 anos de trabalho da gravadora.
Elas estarão expostas em sua forma física e digital. O público poderá interagir com cada obra e navegar pela pesquisa da artista acerca destes temas, além de entrar em contato com as matrizes usadas para produzir as gravuras. Fazem parte da instalação um site, QR Code, TV touch e matrizes em madeira.
O curador do Museu Oscar Niemeyer, Agnaldo Farias, explica que Uiara Bartira quer desvendar o cérebro do artista. “Para isso, ela propõe uma instalação composta por um hardware e um software, estabelecendo conexões como neurônios em um sistema nervoso central”, disse.
Na Sala 0, a mostra “Espaços do Desenho” reúne obras de Uiara pertencentes ao acervo do MON. Foram selecionados cerca de 30 entre os mais de 200 trabalhos da gravadora sob a guarda do museu doadas pela própria artista.
“Exemplares de um diversificado repertório técnico, do desenho a diferentes estilos de gravura, os trabalhos em exposição têm como principal característica a representação do gesto, através do qual Uiara revela lugares surpreendentes”, descreve o curador.
O conjunto faz também uma homenagem à artista que, além de produzir uma obra consistente reconhecida em todo o país, também se ocupou da formação de público e professores de gravura em Curitiba, produzindo um legado inestimável para a arte paranaense.
Fonte: Agência Estadual de Notícias
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Projeto itinerante usa teatro para conscientizar crianças no trânsito

Balé Teatro Guaíra abre as comemorações dos 50 anos

Living Legends traz espetáculo internacional para Foz do Iguaçu

Atrações culturais vão movimentar o fim de semana em Toledo

Artistas e produtores analisam mudanças na Lei Rouanet

Aquário Municipal estará fechado na sexta-feira Santa e no domingo de Páscoa

Exposições do MON estão entre as mais visitadas do mundo

Crianças comemoram Dia do Livro Infantil em Novo Sarandi

“Museu em Ação” leva público recorde ao Ecomuseu

Foz do Iguaçu faz parte do circuito de estreia do filme Los Silencios

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)