Cultura

Exposições itinerantes circulam em cinco municípios do Estado

| 28/09/2018 - 18:50

Diversas exposições estão em cartaz nos municípios de Arapongas, Almirante Tamandaré, Ponta Grossa, Fênix e Santo Inácio. São as mostras itinerantes promovidas pelo Museu Paranaense, da Secretaria de Estado da Cultura, que visitam as cidades do Interior com o objetivo de descentralizar o acesso a cultura.
A exposição “Negros no Paraná – Aspectos da cultura negra no Estado” já passou por Curitiba, durante as comemorações do Mês da Consciência Negra e depois seguiu para outras cidades paranaenses.
Até esta segunda-feira (1°), a mostra pode ser visitada na Secretaria de Cultura e Esporte e Lazer de Almirante Tamandaré. É resultado de uma pesquisa de campo feita pela fotógrafa Fernanda Castro em 38 comunidades negras remanescentes dos quilombos no Paraná.
São fotos que representam elementos da vida cotidiana e mostram a vivência simples de um povo que resistiu ao tempo e que mantém vivos os hábitos e costumes de várias gerações.
O ex-governador Ney Braga é o homenageado na Exposição “Ney Braga - 100 anos na História do Paraná”. A mostra, também em cartaz até o dia 1º de outubro, no Museu de Arte e História de Arapongas, reúne fotografias, textos e objetos da carreira política de Ney Braga, militar de formação, que iniciou em 1952 como chefe de Polícia e terminou em 2000 como presidente do Conselho de Administração da Companhia Paranaense de Energia (Copel).
O Museu dos Campos Gerais da Universidade de Ponta Grossa e o Museu Histórico de Santo Inácio recebem até dezembro de 2018 a Exposição “Presença Indígena nos Campos Gerais”. A exibição reúne peças do acervo do Museu Paranaense, ressalta as diferentes sociedades indígenas que o império espanhol encontrou no século XVI, na região, com sua natureza, habitantes, além da diversidade cultural.
No Museu do Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo, na cidade de Fênix, está em cartaz a exposição “Arqueologia, Flora e Fauna do Parque Estadual Vila Rica do Espírito Santo”.
No local, existiu, entre os séculos XVI e XVII a cidade colonial espanhola de Vila Rica del Espiritu Santo. A área é protegida por legislação estadual, tornou-se um Parque e um museu arqueológico. Criado em 1990, o espaço reflete e resulta das contínuas pesquisas do Museu Paranaense desde 1956. Nesta exposição está apresentada a diversidade arqueológica, histórica e ambiental existente no Parque Estadual de Vila Rica do Espírito Santo. A exposição tem longa duração.
As exposições itinerantes da Secretaria tem entrada gratuita e censura livre. Os dias e horários de visitação são de responsabilidade dos municípios parceiros.
Fonte: AEN
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Projeto itinerante usa teatro para conscientizar crianças no trânsito

Balé Teatro Guaíra abre as comemorações dos 50 anos

Living Legends traz espetáculo internacional para Foz do Iguaçu

Atrações culturais vão movimentar o fim de semana em Toledo

Artistas e produtores analisam mudanças na Lei Rouanet

Aquário Municipal estará fechado na sexta-feira Santa e no domingo de Páscoa

Exposições do MON estão entre as mais visitadas do mundo

Crianças comemoram Dia do Livro Infantil em Novo Sarandi

“Museu em Ação” leva público recorde ao Ecomuseu

Foz do Iguaçu faz parte do circuito de estreia do filme Los Silencios

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)