Cidade

Em Cascavel, bebê de 3 meses se torna o mais jovem doador de órgãos

| 10/10/2018 - 18:00

O bebê tornou-se o doador mais jovem do Hospital Universitário, onde a cirurgia de captação foi real

“A gente sente a dor de outra mãezinha que está esperando uma ligação [da Central de Transplantes] para poder ajudar a criança”

Em meio à dor de perder o filho único, a família de um bebê de três meses de idade resolveu dar esperança de vida a outra criança através da doação de órgãos. O bebê tornou-se o doador mais jovem do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), em Cascavel, onde a cirurgia de captação foi realizada. Os rins do bebê foram encaminhados para o Rio Grande do Sul, para serem transplantados em uma menina de 2 anos de idade.A Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do HU acompanhou todo o processo de doação, desde a realização do diagnóstico de morte encefálica, conversa com a família do doador e captação dos órgãos. Segundo os médicos que atenderam o caso, o bebê teve morte encefálica por conta de uma parada cardíaca causada por perda acentuada de líquidos.

O secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, lembra que toda doação de órgãos precisa ser autorizada pela família, por isso, a sensibilidade das equipes de saúde se torna crucial. “A conversa da família com a equipe de saúde sobre a possibilidade de doação acontece num momento de dor extrema. Mas nossos médicos e enfermeiros do Sistema Estadual de Transplantes têm tido o preparo e empatia necessários para explicar a possibilidade de salvar vidas por meio da doação”, diz Nardi.
COMPREENSÃO - Em entrevista à imprensa, a mãe do bebê doador, Cíntia da Silva, disse que a decisão de doar os órgãos do filho foi motivada pelo desejo de ajudar mães que passam pela dor de ver um filho sofrendo. Segundo ela, o ato de tornar-se mãe a fez ter uma compreensão melhor da vida e do mundo. “A gente sente a dor de outra mãezinha que está esperando uma ligação [da Central de Transplantes] para poder ajudar a criança. No caso do meu filho não tinha mais o que ser feito, mas por que eu não poderia ajudar outra mãe que está sofrendo?”, disse.
SOLIDARIEDADE – O Paraná é o Estado brasileiro com maior índice de doações de órgãos por milhão de população. Enquanto a média nacional é de 17,5 doações por milhão de habitantes, no Paraná esse índice chegou a 49,2 em 2018. De janeiro a setembro deste ano, 468 famílias autorizaram a doação de órgãos de seus familiares e 418 destes resultaram em doações efetivas. Como cada doação pode beneficiar mais de um paciente, o número de transplantes realizados no Estado é bem maior, chegando a 722. Além desses, foram realizados ainda 636 transplantes de córneas no Paraná.
“O Paraná é exemplo para o Brasil e para o mundo em doação de órgãos. Nossa população é solidária, cada vez mais consciente da importância da doação, e contamos com um Governo sensível, humano, que tem investido para que o Sistema Estadual de Transplantes esteja cada vez melhor estruturado”, finaliza o secretário.
CAMPANHA – Para ser doador de órgãos não é necessário deixar nada por escrito, mas sim avisar seus familiares sobre o desejo de doar. “No momento da morte, são os familiares que autorizam ou não a doação. Por isso divulgamos sempre a campanha Doação de Órgãos, Fale sobre isso, um alerta para que o assunto seja discutido em família, o que vai facilitar a decisão quando for necessário”, explica a coordenadora da Central Estadual de Transplantes, Arlene Badoch.
Fonte: Agência Estadual de Notícias
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

19º BPM realiza passagem de comando

Educação realiza novo chamamento para matrícula nos CMEIs

Café Literário tem edição extra com coordenadora de Letras Libras

Comissão discute detalhes do Natal Encantado de Toledo

Prefeitura divulga nota perante ação do MP

Prepare-se, dia 14 é o aniversário de Toledo

Projeto Cmei Cárie Zero ensina lições para um sorriso saudável

Convite para o lançamento do livro "Asas da Morte"

“Operação Tensão Total”

Vereadores ignoram vontade popular e aprovam em primeira votação o PL 12.

Mais Destaques
"Já são 17 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Junte-se a quem de fato é lido - invista em propaganda onde sua marca ficará visível 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)