Gente X Poder

Xenofobia na Unioeste?

| 18/10/2018 - 18:10

Xenofobia na Unioeste?
Um fato que não se pode deixar impune ocorreu nas dependências da Unioeste de Toledo nessa semana. Podemos chamar de xenofobia, onde os direitos de manifestações foram recebidos de forma bem antidemocráticos diante das acusações feitas por um estudante externo que sofreu agressões, ameaças e cusparadas na cara. Procurou a direção e segundo o denunciante, foi solicitado que ele se retirasse da sala da direção. Rodrigo Felipe Alles, agredido fez B.O e protocolou relato que publicamos nessa coluna.
Xenofobia na Unioeste? I
O significado da palavra xenofobia dependerá do contexto em que ela estiver sendo usada, pois, por ter um significado amplo, pode ser caracterizada como um transtorno psiquiátrico ou como uma forma de preconceito e racismo. A xenofobia como forma de preconceito se caracteriza pela aversão e as discriminações dirigidas a pessoas de outras raças, culturas, crenças e grupos. Essa aversão pode desenvolver sentimentos de ódio, causando animosidade e preconceito com tudo o que ela julga ser diferente. (Paula Lauredo)
As acusações:
“Fascista de merda” e cuspos na cara de estudante de enfermagem por estar usando camisa de Bolsonaro
“Relato de depoimento de agressão nas dependências da Unioeste campus de Toledo por motivos políticos e ideológicos”: “Eu RODRIGO FELIPE ALLES, RG: 13.078.088-1 CPF: 09384976938, estudante do curso de Técnico de Enfermagem do Senac, solteiro, morador, a seguir, passo a registrar e relatar - Estudo no Senac na unidade próxima ao campus da Unioeste de Toledo. E nunca ocorreu nada com a minha pessoa e nunca foi barrada a minha entrada.
“Fascista de merda” e cuspo na cara de estudante de enfermagem por estar usando camisa de Bolsonaro.
Sendo que no dia 16 de outubro, entre as 18h40 e 19h00 entrei no Campus como de costume para usar a cantina, eu estava usando uma camisa com estampa (Bolsonaro presidente) e no caminho até a cantina passei por um cartaz que dizia (Lula livre) e o arranquei, pois locais públicos não devem ter nenhum tipo de manifestação ou grupo político de qualquer lado ou ideologia.
“Fascista de merda” e cuspo na cara de estudante de enfermagem por estar usando camisa de Bolsonaro.
Fui até a cantina e conversei com o senhor do caixa e fiz um lanche. Então eu fui em caminho a saída da Unioeste para ir até o SENAC aonde eu estudo e no saguão me deparei com o acadêmico Alex Oliveira da Conceição e mais duas moças colando cartazes do #ELE NÃO. Eu continuei andando sem qualquer tipo de repúdio ou reclamação que ofendesse alguém, porém, uma das meninas me olhou e me chamou de “fascistinha de merda”, eu claro falei que não sou fascista e ela me respondeu “eu vi você arrancar o cartaz Lula livre seu fascista de merda”. Eu respondi que havia arrancado porque é uma afronta a democracia e decisões de um juiz formado e renomado...continua nesse link:
Família “Massa” bancou quase 100% dos gastos da campanha do Ratinho.
Tirando a direção estadual do PSL, que doou R$ 3.3 milhões, o que não é confiável a informação, outros 5 membros da família “Massa” completaram os quase R$ 8 milhões que foram gastos na campanha do futuro governador do Paraná. Vejamos; Carlos Roberto Massa, o Ratão da TV pagou 17,78% das despesas com uma doação de R$ 1.536.000,00. O filho do ratão, Carlos Roberto Massa Junior, entrou com 11,63%, ou seja, R$ 1.000.000,00 de reais.
Família “Massa” bancou quase 100% dos gastos da campanha do Ratinho.
Já, Wilson Picler que foi candidato ao senado pelo PSL, investiu cerca de R$ 800.000,00 mil reais e está cotado para ser um dos ministros do Bolsonaro caso o mesmo seja eleito, ou seja, 9,30% das doações enquanto, Gabriel Martinez Massa, doou outros R$ 324.000,00 perfazendo assim o montante de R$ 6.990.000,00 arrecadados dos R$ 9.1000.000,00 de teto estipulado pelo TSE.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Gente X Poder'

Guardas Municipais em Brasília

Eleições no Progressistas

Médicos sem especialidade atendendo no Ciscopar?

Progressistas tensos?

A revolta dos “togados”

CPI do lixo

Liberação de recursos do estado

Minirreforma?

Troca-troca e demissão avista?

Quem será o vice-prefeito?

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)