Cultura

Paraná e Hungria querem estreitar laços econômicos e culturais

| 07/11/2018 - 16:10

Paraná e Hungria querem estreitar laços econômicos e culturais

O Paraná e a Hungria querem estreitar ainda mais as relações econômicas, tecnológicas e educacionais. A governadora Cida Borghetti recebeu nesta segunda-feira (5), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o novo embaixador da Hungria no Brasil, Zoltán Szentgyörgyi, que assumiu o posto há dois meses.
“É uma oportunidade para trocarmos experiências e discutirmos novas parcerias”, disse a governadora. “Queremos avançar nas relações com o país que tem sido parceiro do Paraná em vários projetos importantes, como o de revitalização do Rio Belém”, acrescentou.
Em dezembro de 2017, o Governo do Paraná, a Prefeitura de Curitiba e o governo húngaro firmaram convênio para iniciar ações de revitalização do rio, o único 100% urbano da Capital. O grupo de trabalho foi coordenado pela governadora e o plano de recuperação está a cargo de alguns órgãos, como Secretária de Estado do Meio Ambiente, Sanepar e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano do Curitiba (Ippuc).
AMPLIAÇÃO – De acordo com o embaixador, há sete anos a Hungria dá uma atenção especial ao continente sul-americano, em especial ao Brasil e ao Paraná, que sempre acolheram o país. “Por isso, neste ano em que registramos aumento de 18% nas nossas exportações para a nação brasileira, temos planos de expandir as relações, especialmente nas áreas da agricultura, em que o Paraná se destaca, e de pesquisa científica”.
EDUCAÇÃO – Na reunião, também foi discutido o intercâmbio entre estudantes brasileiros e paranaenses na Hungria. O país oferece todos os anos 250 bolsas de estudo para alunos brasileiros, financiadas pelo governo húngaro. No Paraná, por enquanto, há parcerias com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), Unicuritiba e Universidade Positivo.
Nesta segunda-feira (5), no período da tarde, Szentgyörgyi e sua comitiva terão uma reunião com a equipe da Secretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior para tratar a expansão do intercâmbio de estudantes do Estado. “Além disso, também queremos tentar introduzir aqui a língua e a cultura húngaras”, afirmou o professor Ferenc Pál, da Universidade Eötvös Loránd, que acompanhou a reunião.
Fonte: AEN
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Conheça os museus do Ibram “abertos” para visitação on-line

Guairão receberá o Musical "Tommy" baseado na ópera rock do The Who

Inscrições abertas para o processo seletivo do curso de Música da UNILA

Hotel Bandeirantes não será mais transformado em museu

Concurso vai selecionar projeto para anexo do Museu Nacional

Museu Nacional de Belas Artes lança projeto de “adoção” do acervo

Férias em Toledo: Parques oferecem lazer, natureza e diversão

Biblioteca Pública do Paraná promove Sábado Lúdico

Estudantes paranaenses desenvolvem aplicativo para incentivar leitura

Biblioteca Pública do Paraná tem programação especial de férias

Mais Destaques

AgroGazeta

Sojicultores do Paraná mantêm produtividade durante estiagem

Regional

Iguassu-IT inicia planejamento estratégico para 2019

Estado

Ratinho Júnior anuncia redução de preços de serviços do Detran

Cidade

Prati-Donaduzzi inicia 2019 com 150 vagas de emprego

Gente X Poder

Na base do sal GROSSO?

Esporte

Toledano Lucas Lóh comemora 28 anos e a ótima fase na carreira

Economia

Petrobras retomará processos de alienação de ativos

"Já são 17 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Junte-se a quem de fato é lido - invista em propaganda onde sua marca ficará visível 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)