Cultura

Paraná e Hungria querem estreitar laços econômicos e culturais

| 07/11/2018 - 16:10

Paraná e Hungria querem estreitar laços econômicos e culturais

O Paraná e a Hungria querem estreitar ainda mais as relações econômicas, tecnológicas e educacionais. A governadora Cida Borghetti recebeu nesta segunda-feira (5), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o novo embaixador da Hungria no Brasil, Zoltán Szentgyörgyi, que assumiu o posto há dois meses.
“É uma oportunidade para trocarmos experiências e discutirmos novas parcerias”, disse a governadora. “Queremos avançar nas relações com o país que tem sido parceiro do Paraná em vários projetos importantes, como o de revitalização do Rio Belém”, acrescentou.
Em dezembro de 2017, o Governo do Paraná, a Prefeitura de Curitiba e o governo húngaro firmaram convênio para iniciar ações de revitalização do rio, o único 100% urbano da Capital. O grupo de trabalho foi coordenado pela governadora e o plano de recuperação está a cargo de alguns órgãos, como Secretária de Estado do Meio Ambiente, Sanepar e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano do Curitiba (Ippuc).
AMPLIAÇÃO – De acordo com o embaixador, há sete anos a Hungria dá uma atenção especial ao continente sul-americano, em especial ao Brasil e ao Paraná, que sempre acolheram o país. “Por isso, neste ano em que registramos aumento de 18% nas nossas exportações para a nação brasileira, temos planos de expandir as relações, especialmente nas áreas da agricultura, em que o Paraná se destaca, e de pesquisa científica”.
EDUCAÇÃO – Na reunião, também foi discutido o intercâmbio entre estudantes brasileiros e paranaenses na Hungria. O país oferece todos os anos 250 bolsas de estudo para alunos brasileiros, financiadas pelo governo húngaro. No Paraná, por enquanto, há parcerias com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), Unicuritiba e Universidade Positivo.
Nesta segunda-feira (5), no período da tarde, Szentgyörgyi e sua comitiva terão uma reunião com a equipe da Secretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior para tratar a expansão do intercâmbio de estudantes do Estado. “Além disso, também queremos tentar introduzir aqui a língua e a cultura húngaras”, afirmou o professor Ferenc Pál, da Universidade Eötvös Loránd, que acompanhou a reunião.
Fonte: AEN
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cultura'

Projeto itinerante usa teatro para conscientizar crianças no trânsito

Balé Teatro Guaíra abre as comemorações dos 50 anos

Living Legends traz espetáculo internacional para Foz do Iguaçu

Atrações culturais vão movimentar o fim de semana em Toledo

Artistas e produtores analisam mudanças na Lei Rouanet

Aquário Municipal estará fechado na sexta-feira Santa e no domingo de Páscoa

Exposições do MON estão entre as mais visitadas do mundo

Crianças comemoram Dia do Livro Infantil em Novo Sarandi

“Museu em Ação” leva público recorde ao Ecomuseu

Show beneficente com Cantor Daniel reúne mais de 700 pessoas em Umuarama

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)