Política

Mulheres são nomeadas para equipe de transição de Bolsonaro

| 07/11/2018 - 17:05

Pelo menos quatro mulheres vão compor a equipe de transição do governo de Jair Bolsonaro. A primeira foi anunciada logo cedo, na terça-feira (6). Mais tarde, outros três nomes foram divulgados.
Durante o dia, Bolsonaro chegou a ser questionado sobre a ausência de nomes femininos no ministério e no gabinete de transição.
A primeira mulher a compor a equipe de transição é a coronel do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal e especialista em segurança pública Márcia Amarílio da Cunha Silva.
Foram confirmadas, também, as tenentes do Exército Sílvia Nobre Waiãpi, primeira mulher indígena a integrar a força terrestre; a tenente do Exército Liane de Moura, e Clarissa Costa Longa e Gandour, doutora em economia.
Ontem, Bolsonaro falou também sobre composição ministerial. Ele afirmou que o general Augusto Heleno poderá ser o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) em vez de ministro da Defesa, como anunciado inicialmente.
O Gabinete de Segurança Institucional é responsável pela coordenação da área de inteligência do governo e pela segurança pessoal do presidente. O GSI funciona no Palácio do Planalto.
Fonte: Priscilla Mazenotti/Rádio Agência Nacional
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Flórida permite que professor porte arma em sala de aula

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)