Cidade

Último LIRAa do ano preocupa autoridades de Toledo

| 08/11/2018 - 18:50

Último LIRAa do ano preocupa autoridades de Toledo (Foto: Reprodução)

A equipe do Combate de Endemias realizou nos dias cinco e seis de novembro o último Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (Liraa) do ano. É o sexto realizado em 2018. Segundo a classificação do Ministério da Saúde, o índice geral do município atingiu o “médio risco”, com 1,5% de infestação.
A série histórica do ano apresentou números baixos, se comparados a outros anos. Em janeiro 3,2%; em março 3,0%; já o terceiro Liraa do ano, realizado em maio atingiu 1,2%; com o frio caiu ainda mais e desta vez para 0,4%; em setembro atingiu o melhor índice dos últimos anos, com 0,1%; e agora voltou a crescer.
“É um pouco preocupante, pois logo começam as férias e estamos com um clima bastante chuvoso. Com a chegada do calor, as larvas eclodem com maior rapidez. Como percebemos que as pessoas deixaram um pouco de lado os cuidados isso se refletiu no aumento do índice de infestação. O Ministério da Saúde preconiza que seja abaixo de 1%. Apesar do índice geral não ter ficado tão acima, em várias regiões da cidade encontramos várias larvas do mosquito e isso resultou em índices de até 8,3%”, informou o Coordenador de Combate às Endemias, Selídio José Schmitt.
Ele chama a atenção, pois todos os criadouros são de fácil remoção, ou seja, basta um pouco mais de atenção por parte da população para não deixar água parada ou caixas d’água destampadas. “Se todos observarem esses recipientes conseguiremos controlar a proliferação do mosquito em nosso município”, frisa Selídio.
Toledo tem registrados três casos de dengue importados, ou seja, doença contraída fora do município. E outros dois casos autóctones, que são aqueles casos contraídos dentro do município. Como os ciclos da doença se comportam de forma sazonal e este ano houve um baixo índice de infestação em todo o Estado do Paraná, a preocupação das autoridades é que para o próximo ano esses números se comportem de forma diferente e bem mais agressiva.
Depósitos
Em ordem decrescente, as larvas dos mosquitos foram encontradas em: balde (7), tambor (5), Vaso de planta (5), Caixa d’água (4), Lixo doméstico (4), Vaso Sanitário (3), Caixa de gordura (2), Pneus (2), Bebedouro animal (1), Calçado (1), Fonte (1), Piscina (1), Televisor (1).
“São todos locais de fácil remoção, basta que as pessoas tenham mais atenção e cuidem bem de seus imóveis”, acrescentou o Coordenador de Combate às Endemias.
ÍNDICE POR BAIRRO
IIP 1,5%
América ll
8,3
América l
8,1
São Peregrino
7,1
Europa l
6,8
Independência
6,2
Vila Becker
5,4
Centro de Eventos
5
Coopagro
5
Tocantins
3,7
Santa Clara lV
3,2
Pancera
2,9
São Francisco l
2,7
Industrial l
2,5
São Francisco ll
2,5
Maracanã l
2,3
Boa Esperança l
2
Bressan
1,8
La Salle
1,6
Croma
1,3
Pasquali
1,2
Fonte: Secom/Pref. de Toledo

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Mais duas escolas municipais passarão por reforma em Toledo

Comdet presta contas e reconduz diretoria para novo mandato

Acadêmico de Toledo foi destaque no Pan-Americano de Parabdminton

Economia proporciona abertura de novas empresas na cidade

Vai começar campanha “16 Dias de Ativismo”

Caminhada Azul e Rosa reuniu idosos dos CERTIs no Diva Paim Barth

Raio X é regularizado na UPA

Conselho da Mulher discute as atividades pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Operação Tapa-buracos continua em todas as regiões de Toledo

Atenção Produtores Rurais!

Mais Destaques
"Já são 17 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Junte-se a quem de fato é lido - invista em propaganda onde sua marca ficará visível 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)