Economia

BC alerta que manutenção da Selic e inflação depende de reformas

| 05/12/2018 - 16:00

Ilan Goldfajn, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Divulgação Jornal

A inflação baixa e os juros básicos, taxa Selic, no menor nível histórico, relevantes para o crescimento da economia, só vão se manter no médio e longo prazo se forem aprovadas reformas como a da Previdência. O alerta é do presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, nesta quarta-feira (5).
“De março para cá, houve uma resiliência das nossas instituições, das nossas expectativas, de forma que foi possível manter a taxa de juros em 6,5% ao ano, apesar da volatilidade e o ambiente mais desafiador para as economias emergentes [como o Brasil]”, disse.
“Esses resultados, ligados à inflação baixa, juros na mínima histórica, relevantes para o crescimento, só vão poder se manter no médio e longo prazo desde que a gente se mantenha no processo de aprovação de reformas, notadamente as de natureza fiscal e ajustes na economia brasileira”, disse.
Fonte: Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Economia'

Contribuintes têm até hoje para entregar Imposto de Renda

Bolsonaro extingue horário de verão

Prazo para adesão ao Refis 2019 é prorrogado até junho

Após recuo em 2018, vendas na Páscoa têm alta de 1,29% neste ano

No Mês da Indústria, Sistema Fiep apresentará dimensão de seu trabalho

Cartão de crédito clonado é principal fraude sofrida por consumidores

Brasil tem 62,7 milhões de pessoas negativadas

Com crescimento de 10%, Paraná lidera produção industrial brasileira

Senado decide que consumidor tem direito a celular reserva

As novidades tributárias que afetarão sua empresa ainda este ano

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)