Política

Mulher e filhas de Queiroz não comparecem ao MP

| 08/01/2019 - 17:57

As filhas e a mulher do ex-policial militar e ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz não compareceram ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPRJ) hoje (8), pois se encontram em São Paulo, acompanhando a recuperação dele. Queiroz informou ao MP que foi submetido a uma cirurgia para retirada de um tumor maligno no intestino.
A informação foi prestada pela defesa de Queiroz ao MPRJ, segundo nota distribuída à imprensa pelo órgão.
“O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro informa que os depoimentos de Nathália Melo de Queiroz e Evelyn Melo de Queiroz, filhas de Fabrício Queiroz, e de sua companheira Márcia Oliveira de Aguiar, não ocorreram nesta terça-feira”, diz a nota oficial do MPRJ.
Em seguida, o documento acrescenta que: “De acordo com a defesa, ‘todas mudaram-se temporariamente para cidade de São Paulo onde devem permanecer por tempo indeterminado e até o final do tratamento médico e quimioterápico necessários, uma vez que, como é cediço, seu estado de saúde demandará total apoio familiar’”.
Cirurgia
No último dia 1º, Queiroz se submeteu a uma cirurgia no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Segundo a instituição, ele teve alta no começo da tarde de hoje. O ex-assessor estava hospitalizado desde o dia 30 de dezembro.
O nome de Fabrício Queiroz consta em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf) que aponta uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão em uma conta em nome do ex-assessor. O relatório integrou a investigação da Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que prendeu deputados estaduais no início de novembro.
O relatório também identificou um depósito de Queiroz no valor de R$ 24 mil na conta bancária da primeira-dama Michelle Bolsonaro. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o valor se referia a um empréstimo feito a Queiroz.
Queiroz trabalhou no gabinete do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), senador eleito pelo Rio de Janeiro. O parlamentar disse que somente Queiroz pode se pronunciar sobre as transferências bancárias.
Fonte: Agência Brasil
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Política'

Assembleia Legislativa do Paraná adotará nova política de comunicação para ficar mais próxima do cid

Desembargador manda soltar Temer e Moreira Franco

Caminhoneiros organizam nova greve

CCJ da Câmara começa a analisar reforma da Previdência esta semana

Migrantes e refugiados não precisarão mais pagar taxas para revalidar diplomas

Requião Filho presta contas em Toledo e em outros municípios paranaenses

Senado torna obrigatório banheiro com acessibilidade em eventos

Aposentadoria dos ex-governadores paranaenses está próxima do fim

Urgência para o projeto que dá 24h para notificação de violência contra a mulher

Senado aprova nova modalidade de crédito para microempresas

Mais Destaques
"18 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)