AgroGazeta

Colheita de soja no Paraná começa com lavouras em pior condição

| 09/01/2019 - 16:16

Problemas no segundo maior produtor brasileiro da oleaginosa podem levar a colheita nacional a cair

Problemas no segundo maior produtor brasileiro da oleaginosa podem levar a colheita nacional a cair, algo que já começa a ser efetivamente considerado por representantes de produtores e uma consultoria. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgará suas atualizações sobre a safra brasileira na próxima quinta-feira.
Segundo o Deral, vinculado à Secretaria de Agricultura do Paraná, a colheita de soja no Estado alcançava 5 por cento da área até a véspera. Há um ano, as atividades ainda não tinham começado, e o ritmo acelerado de agora reflete o plantio precoce em algumas regiões
Entretanto, devido à estiagem recente, 12 por cento das lavouras paranaenses estão em patamar ruim, condição não reportada pelo Deral em igual momento do ano passado. Outros 30 por cento das plantações foram classificadas com qualidade “média” e 58 por cento com “boa”.
“Estamos trabalhando com informações dos campos. As regiões oeste e sudoeste são as mais afetadas neste momento por terem iniciado o plantio maio cedo. Temos uma tendência de redução de produtividade nessas regiões”, afirmou o analista Marcelo Garrido, do Deral, acrescentando que alguns relatos apontam para rendimentos até 40 por cento menores.
“Cerca de 30 por cento da produção do Estado está nessas duas regiões. Se elas forem bem impactadas, podemos ter uma redução de produtividade”, afirmou, frisando que por ora o Deral mantém a cautela quanto a uma eventual revisão de estimativa de safra.
A expectativa é de que uma nova projeção seja divulgada no fim do mês pelo Deral, que até o momento projeta produção de 19,1 milhões de toneladas de soja em cerca de 5,5 milhões de hectares. [nL1N1YO0W6]
Nos últimos 60 dias, as precipitações ficaram aquém da média em todo o Paraná. No oeste do Estado choveu 130 milímetros abaixo do esperado, enquanto no sudoeste, 101,6 milímetros menos, segundo dados do Agriculture Weather Dashboard, do Refinitiv Eikon.
Milho
Em relação ao milho, o Deral informou que a colheita da primeira safra ainda não começou. Já o plantio da segunda, a “safrinha”, alcançava 3 por cento da área até véspera, contra zero um ano atrás.
O Paraná deve produzir 3,20 milhões de toneladas de milho na safra de verão, alta de 11 por cento ante 2017/18, e 12,66 milhões na “safrinha” (+38 por cento), conforme o departamento.
Fonte: Reuters
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

Transporte de 8,4 mil t de milho vai abastecer Vendas em Balcão no Norte e Nordeste

Iapar lança nova cultivar de feijão nesta quinta-feira

Guerra comercial impulsionou negócios com soja no Brasil

Aumento das exportações de soja podem afetar mercado interno

“Venda milho, segure soja”, diz especialista

BRDE apresenta linhas de crédito para o agronegócio no Oeste do Paraná

Crescimento da área plantada e bom tempo indicam aumento na safra de milho

Estudo aponta cenários para área livre de aftosa sem vacinação

Estados Unidos mandarão equipe de inspeção ao Brasil para autorizar importação de carne in natura

Macedônia do Norte quer aumentar importação de frango do Paraná

Mais Destaques
"18 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)