AgroGazeta

Guerra comercial sustenta soja no Brasil

Agrolink | 12/02/2019 - 09:15

Guerra comercial sustenta soja no Brasil

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea, os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a segunda-feira (11.02) com preços médios da soja subindo 0,34% sobre rodas nos portos, para R$ 77,26/saca. Isso elevou o ganho de fevereiro para 0,23%, mas ainda está longe do que os agricultores querem.

Já para o mercado interno, informa a T&F Consultoria Agroeconômica, a maior demanda por farelo de soja, principalmente nos três estados do Sul, fez os preços subirem 0,26% para R$ 72,39. Essa valorização acabou elevando o ganho do mês de fevereiro para 0,19%.

“A alta de 3cents/bushel no prêmio médio nos portos brasileiros para o embarque de abril, de 6cents/bushel para maio e de 11cents/bushel para junho, somados à alta de 0,77% na cotação do dólar neste início de semana, suplantaram a queda de 1,03% da cotação da soja em Chicago”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica Luiz Fernando Pacheco.

De acordo com o especialista, as incertezas sobre as negociações entre Estados Unidos e China são o principal fator de queda nas cotações americanas. Na visão de Pacheco, o movimento provoca também uma “pequena alta na demanda por soja brasileira, que está mais disponível no momento”.

FUNDAMENTOS

O último fim de semana foi recheado de chuvas sobre o Centro brasileiro, com índices entre 10-40mm acumulados cobrindo desde o sul de Goiás e noroeste de Minas Gerais até todo o oeste da Bahia, aponta a Consultoria AgResource: “Tais precipitações estabilizam os níveis de umidade do solo, permitindo um bom desenvolvimento inicial das culturas de segunda safra, onde houver – são poucas as regiões de safra-verão beneficiadas por esta rodada recente de chuvas”.

“Para os próximos 5 dias, as chuvas se concentram em uma ampla faixa que cobre todo o Sul brasileiro, São Paulo, sul de Minas Gerais, sudoeste de Goiás, todo Mato Grosso do Sul e centro-oeste do Mato Grosso. Além do mais, todo o Paraguai e Nordeste da Argentina serão favorecidos por este evento, que traz índices projetados num raio de 20-55mm acumulados até 16 de fevereiro. O MATOPIBA deverá enfrentar um breve período de estiagem”, conclui a ARC Mercosul.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

China autoriza importação de gordura de porco do Brasil

Começa mais uma campanha de vacinação contra aftosa

Novo Zoneamento Agrícola de Risco Climático da Uva é publicado

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)