Regional

Projeto reúne dados geográficos de municípios do Oeste do Paraná

| 21/02/2019 - 15:55

Pesquisa identificou as transformações no uso da terra entre 1980 e 2017 (Foto: Divulgação)

O estudante de Geografia da UNILA Vinícius Fernandes de Oliveira elaborou um atlas ambiental e geográfico sobre a microrregião de Foz do Iguaçu, como parte de um projeto de iniciação científica. O atlas reúne mapas e informações sobre hidrografia, geomorfologia, solos, vias de circulação, Produto Interno Bruto (PIB) e população dos 11 municípios que compõem a microrregião de Foz do Iguaçu. O atlas está disponível na página https://geograben.wixsite.com/atlasfoz/. O acesso é gratuito e aberto.
“A proposta é que o atlas possa ser usado nas escolas - nos ensinos fundamental e médio - e também em consultas acadêmicas. Disponibilizamos o material em um site, para representar as informações coletadas de maneira acessível a todos”, aponta Vinícius. Ele explica que a sistematização da informação ambiental assegura o acesso a uma informação de qualidade e de importância para tomadas de decisão. Nesse sentido, “o atlas pode ser usado nas áreas de planejamento territorial e ambiental, no ambiente escolar e em estudos urbanos”, reitera o estudante, que foi bolsista do projeto de iniciação científica “Elaboração de Atlas Ambiental Digital para a microrregião de Foz do Iguaçu/PR”, finalizado em agosto de 2018.
Para a produção de alguns mapas, foram coletados dados de fontes oficiais, entre elas o Instituto de Geografia e Estatística (IBGE), o Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) e a Diretoria de Serviço Geográfico do Exército Brasileiro (DSG). Dados com fonte primária foram obtidos a partir da pesquisa “Estudo da dinâmica espacial-temporal dos usos das terras da paisagem de Foz do Iguaçu/PR e suas relações com a estrutura da vegetação e estoque de carbono no solo em fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual”, coordenada pelo professor Samuel Adami, que também é orientador do projeto do atlas ambiental.
“O objetivo da pesquisa foi identificar as transformações no uso da terra nessa microrregião entre 1980 e 2017, e tentar dimensionar o efeito dessas mudanças no estoque de carbono no solo e na composição vegetal”, contextualiza o docente. Ele explica que, no Brasil, a maior fonte de liberação do dióxido de carbono (CO2) – um dos principais causadores do efeito estufa – é o fenômeno do desflorestamento. Portanto, “o reflorestamento pode ser uma forma de ‘enterrar’ carbono no solo por longos períodos, o que pode ajudar no reequilíbrio climático”, afirma Adami.
Retratos da microrregião de Foz do Iguaçu
Os dados obtidos na pesquisa possibilitaram a construção de mapas comparativos sobre o uso das terras e de carbono no solo, no período de 1980 e de 2017. Por meio desse comparativo, foi possível observar, por exemplo, a dimensão do aumento das áreas urbanas e da diminuição das áreas em regeneração, na microrregião de Foz do Iguaçu. Nesse contexto, o docente Samuel Adami destaca que o projeto do atlas traz informações importantes para quem quer conhecer essa região, com abordagem de temas como meio ambiente e uso do território. “O público em geral pode utilizar o atlas para conhecer melhor o lugar onde vive e como ponto de partida para refletir sobre seu papel na construção desse lugar”, aponta o docente.
A pesquisa, que aborda o uso das terras e de carbono no solo, foi iniciada em 2014 e finalizada em 2018. De caráter interdisciplinar, teve o envolvimento das áreas de Geografia, Química e Ciências Biológicas, sob coordenação, respectivamente, dos docentes da UNILA Samuel Adami, Henrique Almeida e Giovana Vendruscolo. Também participaram do estudo pesquisadores do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar) e, ainda, diversos discentes de iniciação científica e de ações de extensão da UNILA, além de uma mestranda da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)
Fonte: Assessoria de Comunicação da UNILA
Galeria de fotos
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Regional'

Gaeco prende quatro investigadores e um agente de carceragem

Chefe de gabinete da prefeitura é preso pelo Gaeco recebendo dinheiro de empresário

Sistema Fiep premiará ações que contribuem para uma educação de qualidade

Prefeitura apoia projeto do IFPR que levará planetário às escolas

Grande público marcam abertura da Copa Coamo 2019

Inadimplência das empresas teve a menor alta em 18 meses

Empresa incubada no PTI cria aquecedores sustentáveis para aviários da região

Governo do PR repassa informações erradas para a imprensa sobre a data-b

Nova ponte em Foz vai reforçar o comércio entre Paraná e Paraguai

Dois prefeitos lindeiros vencem Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)