AgroGazeta

IBGE prevê alta de 1% na safra de grãos de 2019

| 12/03/2019 - 18:45

Na produção, ocorreram quedas de 3,8% para a soja, de 10,9% para o arroz e aumento de 9,8% para o mi

A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2019 deve chegar a 228,8 milhões de toneladas, 1% superior a 2018 (mais 2,3 milhões de toneladas). Essa é a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge).
A previsão é 0,8% inferior à divulgada em janeiro (menos 1,9 milhão de toneladas).
A estimativa da área a ser colhida chegou a 61,9 milhões de hectares, com aumento de 1,7% frente a 2018 e queda de 0,3% em relação ao levantamento de janeiro (menos 187,7 mil hectares).
O arroz, o milho e a soja representaram 93,3% da estimativa da produção e responderam por 87,3% da área a ser colhida. Em relação a 2018, houve aumento de 3,3% na área do milho, 1,7% na área da soja e queda de 9,4% na área de arroz.
Na produção, ocorreram quedas de 3,8% para a soja, de 10,9% para o arroz e aumento de 9,8% para o milho.
A estimativa da produção de algodão foi de 5,6 milhões de toneladas, aumento de 3,7% em relação ao janeiro, recorde da série histórica do Ibge.
A estimativa da produção de arroz (em casca) caiu 6,2% em relação ao mês anterior, correspondendo a uma redução de 696 mil toneladas. Houve quedas de 2,1% na área plantada, de 3,0% na área a ser colhida e de 3,3% no rendimento médio. A produção deve alcançar 10,5 milhões de toneladas.
A produção estimada para o feijão em grão, considerando-se as três safras do produto, foi de 2,9 milhões de toneladas, com aumento de 0,3% em relação a janeiro. Em relação à safra de 2018, a produção total deverá ser 1,2% menor.
Fonte: IBGE
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

Safrinha vira “safrona” após frustração com a soja

Brasil e Paraguai vão construir uma agenda comum sobre o agronegócio

Paraná está pronto para receber status de área livre de febre aftosa sem vacinação

Abate de suínos é recorde, diz IBGE

Novos mercados garantem crescimento na exportação de carne bovina

Celulose já é o terceiro produto mais exportado pelo Paraná

Reunião traz novo alerta sobre Peste Suína Africana

Exportações de carne suína crescem 5,65% em 2019

Paraná quer mais recursos e queda de juros no novo Plano Agrícola

Soja registra terceira queda consecutiva

Mais Destaques
"18 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)