Cidade

Biopark e IFPR celebram convênio em aula inaugural de curso técnico em Desenvolvimento de Sistemas

| 13/03/2019 - 15:55

Biopark e IFPR celebram convênio em aula inaugural de curso técnico em Desenvolvimento de Sistemas

O curso é uma parceria entre Biopark, Instituto Federal do Paraná e as empresas Prati-Donaduzzi, Junsoft e Maxicon.
O Biopark - Parque Científico e Tecnológico de Biociências e o Instituto Federal do Paraná – IFPR celebraram, na última sexta-feira (8), o convênio de parceria para a realização de projetos na área educacional. O primeiro deles, realizado em conjunto com as empresas Prati-Donaduzzi, Junsoft e Maxicon, é o Curso Técnico em Desenvolvimento de Sistemas que iniciou oficialmente na mesma data.
Os 30 alunos da primeira turma passaram pelo processo seletivo no começo de fevereiro e iniciam os estudos neste mês. O Curso é gratuito, tem duração de 18 meses e entre as áreas de conhecimento estão desenvolvimento de sistemas computacionais, implementação e gerenciamento de banco de dados, manutenção de programas e análise de dados. No segundo semestre de 2019 será aberto novo processo seletivo.
Centro de referência
Alunos, professores, parceiros do Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) e autoridades participaram da cerimônia especial, durante a qual o Reitor do IFPR, Odacir Zanatta, fornalizou a criação de um Centro de Referência em Inovação dentro do Biopark, o que permitirá novas ações e projetos educacionais, confirmando a relevância da parceria público-privada no desenvolvimento educacional, empresaria e industrial.
O Presidente do Biopark, Luiz Donaduzzi, entregou simbolicamente uma chave ao Reitor Zanatta, representando a cedência do espaço para as aulas do curso e ainda, anunciou a doação dos equipamentos e materiais necessários para as aulas.
Polo de tecnologia
Conforme Donaduzzi, o curso resulta da parceria entre Biopark, empresas privadas e instituição de ensino pública, com o objetivo de atender as demandas das empresas e fortalecer a área de tecnologia na região oeste. “Entendemos que é preciso fazer um adensamento deste setor, estamos trabalhando para potencializar um território de inovação semelhante ao Vale do Silício. Precisamos formar massa crítica e assim, com mais gente vamos atrair empresas maiores para a região Oeste”, complementa ao destacar a importância do curso e união entre pesquisa e experiência.
O Coordenador de Pesquisa e Extensão do IFPR, câmpus Assis Chateaubriand, Renato Guerreiro, revela que a intenção é a integração entre ensino e pesquisa. “Vamos unir a ciência e a tecnologia por meio do desenvolvimento das habilidades pessoais e técnicas, criando soluções que colaborem para o progresso social através do conhecimento”, revela.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Começaram as reuniões do Orçamento Participativo

Prefeitura promoveu Conferência dos Direitos da Pessoa Idosa

Associações recebem permissão de uso do Centro Comunitário

Chefe do NRE de Toledo fala de obras em andamento com prefeito

Secretaria de Esporte divulga nota

128 concursos estão com inscrições abertas para mais de 12 mil vagas em todo o país

Procon na Praça: Atendimento facilitado para o consumidor

Servidores públicos recebem treinamento para melhorar uso dos sistemasServidores públicos recebem tr

Prefeito recebe chefe da Casa Civil Guto Silva

Sala do Empreendedor oferece o Workshop sobre visual de lojas

Mais Destaques
"18 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)