Regional

Cascavel é a segunda cidade do Paraná em registro de mortes por acidentes de trabalho

| 08/04/2019 - 14:00

Durante o mês de abril, órgãos públicos e instituições engajadas nas questões relativas aos acidentes de trabalho aderem à campanha Abril Verde, uma forma de promover a conscientização sobre a importância da segurança e da saúde do trabalhador brasileiro.

Em Cascavel, conforme dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, criado pelo Ministério Público do Trabalho, entre os anos de 2012 a 2017 foram registrados 11.689 acidentes ocupacionais, com 53 mortes no período.

Em 2017 o município registrou 7,9% dos casos de acidentes de trabalho no Paraná, pouco menos que os 11% registrados na capital, Curitiba. E tomando por base a proporção de trabalhadores entre interior e a capital, os dados são alarmantes. De acordo com o SINTESPAR, que é o Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Paraná, isso coloca a cidade na segunda posição no Estado em relação ao número de mortes do tipo no período. Em 2018, somente em Cascavel, 8 trabalhadores morreram por acidentes de trabalho.

Segundo o gerente do Crea-PR em Cascavel, Geraldo Canci, o "Movimento Abril Verde, dedicado à prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, busca conscientizar as categorias que mais sofrem acidentes na construção civil e nas indústrias. O objetivo principal da campanha é conscientizar a população sobre a segurança e saúde do trabalhador, fomentar a redução dos acidentes de trabalho e promover a qualidade de vida no trabalho. Neste mês de abril são intensificadas as orientações nas fiscalizações para alertar empregados e empregadores sobre a importância de cuidar da saúde e da segurança do ambiente de trabalho", ressalta Canci.

O mês de abril foi escolhido para a campanha porque o dia 28 é dedicado à memória das vítimas de acidentes e de doenças do trabalho. Em 1969, uma explosão de uma mina da cidade de Farmington, na Vírginia, estado dos Estados Unidos, matou 78 trabalhadores, caracterizando o episódio como um dos maiores e mais conhecidos acidentes trabalhistas da humanidade.

Frigoríficos lideram acidentes

O grande número de frigoríficos na região Oeste do Paraná faz com que esses números sejam altos, em razão dos casos de adoecimento dos trabalhadores. Conforme os dados, esse ambiente é responsável por 35,1% dos registros de acidentes de trabalho e a taxa de mortalidade no Paraná, em decorrência do ofício, é de 4,9 para cada 100 mil trabalhadores. Entre 2012 e 2017, o abate de suínos, aves e outros pequenos animais nos frigoríficos, resultou em 1.543 acidentes de trabalho em Cascavel.

Fonte Assessoria de imprensa

Geovana Diesel

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Regional'

Gaeco prende quatro investigadores e um agente de carceragem

Chefe de gabinete da prefeitura é preso pelo Gaeco recebendo dinheiro de empresário

Sistema Fiep premiará ações que contribuem para uma educação de qualidade

Prefeitura apoia projeto do IFPR que levará planetário às escolas

Grande público marcam abertura da Copa Coamo 2019

Inadimplência das empresas teve a menor alta em 18 meses

Empresa incubada no PTI cria aquecedores sustentáveis para aviários da região

Governo do PR repassa informações erradas para a imprensa sobre a data-b

Nova ponte em Foz vai reforçar o comércio entre Paraná e Paraguai

Dois prefeitos lindeiros vencem Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)