Estado

Ação visa conscientizar sobre riscos de acidentes com motos

| 19/04/2019 - 00:01

Municípios, 12 ao todo, que fazem parte do Programa “Ágil, porém frágil” vão desenvolver nesta quinta-feira (18) ações de conscientização para diminuir o número de acidentes.

“Ágil, porém frágil” é a frase que está sendo usada pelo Programa Estadual Vida no Trânsito (PVT) para conscientizar motociclistas sobre o risco de acidentes. Municípios, 12 ao todo, que fazem parte deste Programa vão desenvolver nesta quinta-feira (18) ações de conscientização para diminuir o número de acidentes.

“Cada município vai decidir a sua ação. O importante é levantar a questão e discutir o tema em busca da conscientização”, diz Tânia Mascarenhas, chefe da Divisão de Vigilância das Doenças e Agravos Não Transmissíveis, da Secretaria Estadual de Saúde e coordenadora Estadual do Programa Vida no Trânsito.

O número de mortes decorrente dos acidentes com motocicletas aumentou 17,7% no conjunto destes municípios de 2017 para 2018, de acordo com os dados levantados pelo Programa Vida no Trânsito.

Do total das vítimas fatais, 70 % são homens jovens de 18 a 39 anos. A maioria das mortes, de acordo com o estudo, foi registrada no fim de semana, principalmente aos domingos.

O Programa Vida no Trânsito é uma iniciativa governamental do setor saúde na vigilância dos acidentes de trânsito, prevenção das lesões e mortes, promoção da saúde e cuidado integral às vítimas de acidentes de trânsito.

“É fundamental trabalhar este tema em todas as frentes. A conscientização e o debate precisa acontecer diariamente. Afinal, os acidentes já são considerados uma epidemia e não podem ser tratados como números”, diz o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

O Programa tem como objetivo promover intervenções efetivas de segurança no trânsito que apresentem evidência na redução das mortes e feridos graves. As intervenções prioritárias são voltadas para o aumento do uso do cinto de segurança, redução de velocidade, aprimoramento da legislação e aumento da fiscalização sobre “beber e dirigir”, uso de capacete, transporte urbano sustentável e melhoria da infraestrutura viária.

Para tanto, são desenvolvidas ações de forma intersetorial envolvendo o Departamento Estadual do Trânsito/ Detran, a Secretaria Estadual de Educação, Batalhão da Polícia de Trânsito/Bptran, Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual/ PBRV, Secretaria de Estado da Segurança Pública/Corpo de Bombeiros.

O PVT é desenvolvido nos seguintes municípios: Paranaguá, Curitiba, São José dos Pinhais. Ponta Grossa, Francisco Beltrão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Paranavaí, Campo Mourão, Toledo, Londrina e Maringá.

Fonte: AEN.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)