AgroGazeta

BRDE tem como meta disponibilizar R$ 1 bilhão para o Paraná

| 22/04/2019 - 08:25

BRDE tem como meta disponibilizar R$ 1 bilhão para o Paraná

No primeiro quadrimestre do ano, banco contabilizou R$ 124 milhões em operações de crédito contratadas. Foco do trabalho será apoio a produtores rurais, cooperativas, empresas de todos os tamanhos, empreendedores, comerciantes e prestadores de serviço.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) iniciou o ano de 2019 com o desafio de superar os resultados do ano anterior, manter a busca por novas fontes de recursos e investir R$ 1 bilhão no Paraná, por meio do apoio a produtores rurais, cooperativas, empresas de todos os tamanhos, empreendedores, comerciantes e prestadores de serviço.

De janeiro para cá, foram destaque entre as operações do banco a contratação de financiamentos nas áreas de energias renováveis, inovação e infraestrutura. No período, BRDE ainda contabilizou R$ 124 milhões em operações de crédito contratadas.

Para energia solar fotovoltaica foram liberados R$ 6 milhões, para mais de 80 projetos de micro e pequeno porte. Na área de inovação, os projetos contratados e em análise, somente em 2019, já somam R$ 12,5 milhões.

Na área de energia hidrelétrica, o BRDE apresenta em carteira mais de R$ 130 milhões em projetos, dos quais R$ 90 milhões foram protocolados em 2019. O volume de recursos investidos no primeiro quadrimestre pelo banco em todo o Paraná foi responsável pela geração de mais de 850 postos de trabalho.

“O BRDE tem a missão de, junto com a mão amiga do governo, ajudar os que produzem, os que geram emprego e riquezas, a construir um Paraná melhor”, diz o diretor Administrativo do Banco, Wilson Bley Lipski.

BALANÇO – O BRDE fechou 2018 com a contratação de R$ 2,36 bilhões em financiamentos na Região Sul, um crescimento de 7,4% nominais em relação a 2017. Somados aos recursos dos próprios empreendedores, os investimentos chegam a R$ 2,7 bilhões.

Do total contratado, R$ 790,69 milhões foram investidos no Paraná, sendo R$ 233 milhões destinados a produtores rurais e R$ 159 milhões a micro, pequenas e médias empresas. Entre as parcerias, o destaque ficou com o sistema cooperativista de produção e crédito.

A parceria com cooperativas de produção e de crédito permitiu que mais de 75% dos contratos fossem direcionados a pequenos e médios produtores. Uma das linhas mais procuradas foi o Fundo Clima, para financiamento de energia solar. O BRDE liderou os repasses da linha em 2018.

“As cooperativas são parceiras de longa data do BRDE e vamos reforçar ainda mais esse relacionamento, porque esse setor merece todo o nosso respeito”, acrescenta o diretor Wilson Lipski. “Afinal, as cooperativas representam 1,7 milhão de pessoas e têm um faturamento anual de cerca de R$ 96 bilhões”.

Fonte: AEN

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

China autoriza importação de gordura de porco do Brasil

Começa mais uma campanha de vacinação contra aftosa

Novo Zoneamento Agrícola de Risco Climático da Uva é publicado

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)