AgroGazeta

Brasil pode barrar peste suína

| 30/04/2019 - 16:39

Se a peste suína cheguar ao Brasil, o país vai conseguir se proteger da doença devido à infraestrutura sanitária. De acordo com o Diretor da Agrosolution, Ênio Marques, os agricultores não precisam se preocupar com a peste suína já que o Brasil conta com uma ótima infraestrutura de defesa sanitária.
“O Ministério da agricultura está sendo repaginado e tem dois departamentos que são muito importantes, sendo que um deles trabalha com regulação e inteligência. O outro fica responsável por laboratórios, vigilância de fronteira e emergências”, comenta.
Para evitar que as doenças de outros países cheguem ao Brasil, os aeroportos e portos trabalham com protocolos para inspecionar todos os produtores que saiam dos aviões e navios. “É evidente que com as mercadorias contrabandeadas não tem esse cuidado, apenas os produtos de todos os navios são verificados”, aponta.
Os estudos da Doutora e pesquisadora Ishizuka mostram a cronologia da disseminação de surtos suínos domésticos e da peste suína. “Essa doença tem vários ciclos, sendo que o ciclo começou na África com animais selvagens e depois passou para os suínos. Depois entrou pela a Europa com carne contaminada e se alastrou pela a Península Ibérica”, afirma.
Nos países asiáticos tem um forte hábito de criação de suínos em casa o que contribui para a disseminação da doença. “Quando ocorre qualquer risco de doença, as pessoas acabam vendendo rapidamente o produto para se livrar da mortalidade e isso acaba apressando a forma de irradiação do problema”, destaca.
Fonte: Emater
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'AgroGazeta'

China autoriza importação de gordura de porco do Brasil

Começa mais uma campanha de vacinação contra aftosa

Novo Zoneamento Agrícola de Risco Climático da Uva é publicado

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)