Cidade

Livro resgata visão de futuro e trajetória de Willy Barth.

Por Luiz Alberto Costa – Jornalista | 10/05/2019 - 00:01

Livro resgata visão de futuro e trajetória de Willy Barth.

TOLEDO – Uma das mais aguardadas e importantes obras literárias da história de Toledo, deverá ser lançada neste ano de 2019, após mais de uma década de viagens, pesquisas, coleta de depoimentos, elaboração de textos e seleção de fotos, entre outras tarefas, pelo autor com a colaboração de membros da família e profissionais do ramo.
Trata-se do livro “Willy Barth”, com cerca de 400 páginas, que resgata a trajetória, visão inovadora, liderança, empreendedorismo e virtudes pessoais do ex-prefeito de Toledo e dirigente da Colonizadora Maripá, que coordenou a elaboração e execução de um dos mais competentes e avançados projetos de colonização da história do Paraná e do País.
A autoria da pesquisa e da obra é do professor e historiador Ricardo Rippel, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus de Toledo; com colaboração na organização de textos e posfácio do escritor, poeta e jornalista Luiz Alberto M. da Costa; e prefácio dos saudosos ex-prefeito e advogado Wilson Carlos Kuhn e contador e historiador Ondy Hélio Niderauer.
A obra também contou com a participação especial de Maria Bernardette Barth Calleya, Betty; além de Ana Beatriz Barth Costamilan, Bea, Vera Regina Barth dos Santos e Maria Cristina Barth Moré, de saudosa memória, todas filhas de Willy e Diva Paim Barth, e do genro João Pedroso Moré. As fotografias são da Família Barth.
A elaboração da capa, diagramação, edição e impressão couberam à Editora e Gráfica Imagem, de Toledo e o lançamento do livro está previsto para o início do mês de julho, provavelmente no Museu Histórico Willy Barth, com participação de autoridades, pioneiros, convidados e familiares, em data e horário ainda não definidos.
O autor Ricardo Rippel é professor doutor da Unioeste, campus de Toledo, com graduação em Economia pela instituição, em 1985; especialização em Teoria Econômica pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1989; mestrado em Desenvolvimento Econômico pela UFPR, em 1995; doutorado em Demografia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de São Paulo, em 2005, e pós-doutorado em Demografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 2014.
Ricardo é professor e pesquisador da Unioeste há 33 anos, desde janeiro de 1986, onde atualmente é diretor do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), e líder do Grupo de Pesquisa em Desenvolvimento Regional e Agronegócio (Gepec), do campus de Toledo.
Além desses cargos, exerce atividades de docência e pesquisa no Programa de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio, na graduação em Ciências Econômicas, e no mestrado em Economia, da Unioeste, campus de Toledo.
Suas pesquisas acontecem nas áreas de migração, mobilidade demográfica espacial, desenvolvimento econômico, demografia e desenvolvimento regional.
Nos estudos de políticas públicas, história e desenvolvimento, atua em temas de migração, mobilidade espacial demográfica, história econômica, desenvolvimento econômico, desenvolvimento regional, economia regional, dinâmica demográfica e desenvolvimento, migração e mobilidade demográfica em novas fronteiras.
Willy Barth nasceu em 20 de junho de 1906, em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul e faleceu prematuramente em dois de abril de 1962, aos 56 anos de idade, quando como prefeito de Toledo participava de comício em Guaraniaçu, concorrendo ao cargo de suplente de senador.
A obra literária abrange a história de visão de futuro, coragem e pioneirismo, alma criativa e empreendedora e o exemplo especial de ser humano de Willy Barth, desde quando menino de muitas idéias e jovem de grandes sonhos, ampliando os negócios e formação de família, em atuação como caixeiro viajante na Serra Gaúcha e colonizador no Oeste de Santa Catarina, onde fundou e desenvolveu a cidade de São Miguel do Oeste.
Em seguida, a desafiadora e nobre missão de Willy Barth foi chamada Toledo, os primeiros anos no Oeste do Paraná, a visibilidade e potencialidades do empreendimento da Maripá, a colonização e povoamento da Fazenda Britânia, as recordações e lembranças da esposa e filhas, o hábito de leitura, o conhecimento e à dedicação à família.
Da mesma forma, as ações e conquistas sociais, da emancipação ao aeroporto do município, a política como meio de transformação de Toledo e região, o falecimento prematuro e homenagens recebidas, testemunhos e percepções sobre Willy Barth, a família de Peter Barth em Rio Pardinho, as realizações, o legado de conhecimento, inovação e ousadia do personagem e sua cronologia de vida.

    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

novo site

Livro resgata visão de futuro e trajetória de Willy Barth.

O Brasil recicla menos de 15% dos resíduos industriais e domésticos, orgânicos e não orgânicos.

Construção da sede da APAC em Toledo esta acelerada

Nota de esclarecimento sobre ajuizamento de ação civil pública pelo ministério público em razão da o

NOTA PÚBLICA EM REFERÊNCIA A PROPOSITURA DE AÇÃO CÍVIL POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DO MINISTÉRIO

DR. Sandres Sponholz fala sobre o pedido de improbidade do ex-prefeito Beto Lunitti e do atual Lúcio

Edital N° 01/2019

Município de Toledo assina TAC para criação de Coordenação de Defesa e Proteção Animal

Bazar aquece as vendas para o dia das mães em Toledo

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)