Estado

Paraná amplia faixa etária de vacinação contra a gripe

| 28/06/2014 - 00:00

Paraná amplia faixa etária de vacinação contra a gripe

Crianças com idade até 10 anos poderão receber a vacina contra a gripe gratuitamente na rede pública de saúde do Paraná. A medida vale para os municípios que ainda têm doses remanescentes da campanha de vacinação, cuja meta foi alcançada em maio pelo Estado. Com isso, o Paraná pretende imunizar mais 350 mil crianças.
O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, afirma que o objetivo é avançar na proteção das crianças, que tem maior risco de contrair e disseminar a doença. “No início da campanha, seguimos a orientação do Ministério da Saúde quanto aos grupos a serem vacinados. Neste momento, com um saldo de doses existente, temos a oportunidade de ampliar essa cobertura”, explicou.
Após o término da campanha, o governo estadual ampliou a faixa etária prioritária da campanha para crianças de até 6 anos. A vacina estava disponível para idosos (+60 anos), crianças menores de 4 anos, gestantes, puérperas (mulheres com pós-parto de até 45 dias), doentes crônicos, profissionais de saúde, indígenas e trabalhadores e detentos do sistema prisional.
ALERTA - Apesar da boa cobertura vacinal no Estado (90%), 26 municípios paranaenses ainda não atingiram a meta de imunizar 80% dos grupos prioritários da campanha. A situação é preocupante quando se leva em conta os grupos das gestantes e dos doentes crônicos, que apresentam baixos índices de vacinação em diversas cidades.
Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, as quatro mortes por gripe registradas neste ano no Paraná são de pessoas que tinham indicação da vacina, mas que não procuraram os serviços de saúde. Três casos dizem respeito a moradores de Arapongas, São José dos Pinhais e Ponta Grossa e que tinham doenças crônicas pré-existentes (diabetes mellitus, cardiopatia e pneumopatia). A outra morte foi de uma gestante do município de Sarandi.
O superintendente lembra que a vacina é extremamente segura e eficaz contra os três tipos de vírus da gripe que mais circulam no país. “Quem tem indicação e ainda não tomou a vacina deve comparecer imediatamente a uma unidade básica de saúde”, alertou.
CASOS - Neste ano, o monitoramento realizado pela Secretaria Estadual da Saúde já identificou 386 casos de gripe, sendo que 103 foram de pacientes internados em UTIs. Os dados levam em conta as amostras coletadas em pacientes atendidos nas 52 unidades sentinelas do Estado, o que inclui unidades de saúde e hospitais de pequeno e grande porte.
Este monitoramento de amostragem serve para identificar quais vírus estão circulando com maior frequência no Estado. “Isso subsidia a produção de vacinas e a indicação de melhor tratamento aos doentes”, afirmou a coordenadora do Centro de Informações e Respostas Estratégicas às Emergências de Vigilância em Saúde (CIEVS), Miriam Woiski.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)