Estado

Paraná apresenta projeto inédito no país de destinação de resíduos

| 28/06/2014 - 00:00

A secretaria estadual de Infraestrutura e Logística apresentará na próxima segunda-feira (30), no Sindicato da Construção Civil do Paraná (Sinduscon-PR), em Curitiba, um projeto inédito no Brasil que vai reconhecer as empresas que destinarem de forma correta os resíduos de construção de obras públicas. A proposta é incluir na planilha de custos recursos para as construtoras que tiveram projetos de destinação correta de resíduos, diminuindo o impacto ambiental.
O projeto do Governo do Paraná vai auxiliar as empresas do setor da construção a se adequarem às novas normativas do Conselho Nacional de Meio Ambiente – a Conama 307. Pela legislação, a partir de agosto de 2014, não será mais possível destinar os resíduos em aterros e lixões, onde tudo é misturado sem a devida reciclagem.
Com a nova normativa do Conama, os cuidados ambientais se aplicam tanto para obras novas, como para reformas, reparos e demolições de imóveis fiscalizados pela Paraná Edificações, responsável pelas obras públicas do Estado. Também serão incluídas as ações feitas para preparação e escavação de terrenos.
NA PRÁTICA – Cada resíduo terá uma classificação especial, que varia conforme a sua composição e a possibilidade de reciclagem. Na categoria “A” estão resíduos de escavações e também concreto, cerâmica e tijolos, entre outros, que serão encaminhados para empresas que possam reprocessar estes produtos. O mesmo acontece na categoria “B”, que inclui materiais como papel, papelão, metais, vidros e madeiras.
Já nas categorias “C” e “D” estão materiais para os quais não há ainda tecnologia de reciclagem ou contaminantes, que podem provocar danos ao meio ambiente. Entre os contaminantes estão solventes, óleos ou resíduos de demolições de clínicas radiológicas ou de indústrias com produtos pesados.
Ao vencer uma concorrência pública, a empresa vencedora terá que apresentar um plano de destinação destes resíduos. Será indicado o local de destinação, que foi autorizado pelo Instituto Ambiental do Paraná, e a forma de reciclagem. Com isto, estará na planilha de custo o valor referente à destinação de resíduos.
A palestra para apresentação da proposta do Governo do Estado ao Sinduscon começará às 9h, no auditório do sindicato, na Rua da Glória, 175, no Centro Cívico, em Curitiba.
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Estado'

Empreiteira Endeal Engenharia é homenageada pelo Ministério da Justiça

Nova lei assegura recursos para o programa de tarifa rural noturna

Mais Destaques
"Já foram 19 milhões que acessaram o site do Jornal Gazeta de Toledo- ISENÇÃO E VERDADE!"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)