Cidade

Museu Histórico de Toledo completa 38 anos de criação

| 31/08/2014 - 00:01

Criado através da Lei 843, de 23 de agosto de 1976, o Museu Histórico Willy Barth completou 38 anos de criação. A obra física de sua nova sede está quase pronta, faltando a conclusão de alguns detalhes, além da compra de móveis e equipamentos para sua transferência definitiva. O novo espaço conta com estrutura ampla para exposição e armazenamento do acervo histórico, além de rampas de acesso e elevador, o que garantirá total acessibilidade aos visitantes.
“Um espaço mais amplo e adequado é urgente. Estamos aguardando com grande expectativa a conclusão da obra da sede própria”, destacou a secretária de Cultura, Geni Fabris, informando que a empresa responsável pela construção pediu mais 60 dias para o término da construção. Conforme ela, o espaço hoje usado pelo museu é pequeno. O prédio é antigo e tem dificuldade de acesso no segundo piso, o que impede, muitas vezes, a visita de pessoas mais idosas ou com outras dificuldades de locomoção.
Há 30 anos neste local, o Museu Histórico Willy Barth reúne um acervo de 13 mil peças entre objetos, sons e imagens. Segundo a secretária de Cultura, Geni Fabris, o histórico do Museu é uma referência para outras cidades. “Acredito que o trabalho de recuperação e contribuição para a história foi muito bem feito, principalmente quanto às entrevistas que fizemos com os pioneiros”, afirma. As gravações em áudio reúnem vários depoimentos de pioneiros de Toledo, alguns já falecidos e outros que ainda residem em Toledo ou em outras cidades.
Segundo Geni, no período em que não havia o Museu, muito da história da cidade acabou ficando para trás e precisou ser recuperada pelos historiadores. “Foi preciso recuperar documentos, fotografias, mas acredito que foi muito bem feito, pois hoje o acervo é bem quantitativo”, diz. Além disto, relíquias históricas, sejam de objetos, sons e imagens, continuam chegando até o Museu através de doações, passando a integrar o acervo. “Ainda temos historiadores escrevendo a história de Toledo, pois ela é dinâmica e dialética e isso é muito importante para a história da cidade”, frisa Geni.
A previsão da construtora responsável pela obra do museu é entregar o prédio até o dia 3 de outubro. A inauguração está prevista para o dia 14 de dezembro, data do aniversário de 62 anos de emancipação política e administrativa do município. “Nos surpreendemos com este novo pedido para adiar a entrega. Mas a data da inauguração não será alterada e faremos todos os esforços para que tudo esteja pronto neste dia”, diz. A construção do Museu tem o investimento de aproximadamente R$ 1,3 milhões em recursos do Ministério do Turismo, através de uma emenda parlamentar do deputado federal Dilceu Sperafico. O novo prédio terá dois pisos, com elevador para acesso ao segundo pavimento. Serão duas salas de exposições, sendo uma permanente para mostrar o acervo de Willy Barth e outra para mostras médio e longo prazo. As exposições itinerantes, por menos tempo, ficarão no térreo, no hall de entrada. Também terá uma sala educativa (auditório), 3 salas de reserva, 2 salas de conservação, 3 salas administrativas e uma sala de pesquisa.
Enquanto a obra não fica pronta, os funcionários do museu estão realizando um curso de capacitação, que faz parte da Rede Regional de Memória e Patrimônio Natural e Cultural da Bacia do Paraná 3, da Itaipu Binacional. Os funcionários participam de cursos em várias cidades e também já receberam a visita da Coordenadoria Estadual do Sistema de Museus, oportunidade em que receberam informações sobre como preservar o acervo. “O objetivo é que a equipe esteja treinada para transportar o inventário de um local para outro”, informa a secretária de Cultura. “Além disso, os funcionários também estarão preparados para ajudar a manter e conservar todos os objetos”, complementa.
Como parte da capacitação, está sendo desenvolvido um projeto que será entregue ao Instituto Brasileiro de Museus (IBRAN). O projeto “Adequação do Museu Histórico Willy Barth de Toledo e o tratamento técnico do acervo”, tem como objetivo apresentar o plano museológico, onde deverá conter todas as informações do acervo e também os procedimentos para preservação. “O projeto é importante para que consigamos recursos através deste plano e também fazer a catalogação de todo o material do acervo”, informa a coordenadora do projeto, Iria Schwarzbold. O projeto está bem adiantado, mas não tem data prevista para a entrega.
A partir do próximo ano, o Museu terá que ter um profissional especializado para a coordenação das atividades e ampliar o número de funcionários para fazer frente às novas propostas de trabalho. Hoje o Museu funciona no mesmo horário da prefeitura e a intenção é abrir também aos sábados, domingos e feriados para atrair mais visitantes. Por conta disso, a Secretaria de Recursos Humanos fez concurso para contratação de um museólogo, restaurador e historiador, além de outros profissionais que deverão atuar na área. A média mensal de visitas ao Museu é de 800 pessoas e costuma aumentar nas férias escolares.
A secretária de Cultura defende a abertura em horários diferenciados nos feriados, sábados e domingos, para que mais pessoas possam conhecer a história de Toledo, através do acervo existente no Museu.
Galeria de fotos
    SEJA o primeiro a comentar
  • Nome

    E-mail

    Escreva um comentário

Notícias de 'Cidade'

Servidor municipal receberá 10 meses de Vale Alimentação em 2019

Inscrições para o NACA estão abertas

Toledo conquista espaço aéreo com certificação da Anac

Jadyr Donin é nomeado a diretor da Câmara de Toledo

Procon informa: Horário de atendimento especial para final de janeiro

Educação ambiental levada à prática nos bairros de Toledo

Educação aproveita férias para acelerar obras e reformas

Piloto Toledano assina importantes contratos com patrocinadores para 2019

Investimentos em galerias pluviais melhoram escoamento de água no município

Nova escola do Jardim Porto Alegre está sendo construída

Mais Destaques

Estado

Saúde traça plano de combate à febre amarela

Economia

Banco do Brasil é considerado o mais sustentável do mundo

Esporte

Curso de GR auxiliará na montagem de séries e terá aulas de balé

Geral

Após meses de espera, Amazon.com inicia vendas diretas no Brasil com 11 categorias de produtos

AgroGazeta

Colheita de soja no Brasil atinge 5,4% da área, estima agência

Política

MPPR e União de Vereadores do Paraná assinam termo de transparência na gestão pública

Artigos

OPINIÃO: Privatizar não é a melhor solução

Cultura

Jogos eletrônicos brasileiros conquistam o mercado internacional

"Já são 17 milhões de acessos no site do Jornal Gazeta de Toledo. Junte-se a quem de fato é lido - invista em propaganda onde sua marca ficará visível 45 9.91339499"
(Eliseu Langner de Lima - diretor)
Enquete
Tempo Toledo
Cotações
Compra Venda
Dólar comer.
Euro (real)